PT EN

25/09/2021 até 30/10/2021
Brasil e França: Uma Relação de 500 anos


Brasil & França: diálogos diplomáticos

O Instituto Internacional Juarez Machado reabre ao público suas exposições temporárias com novidade: o forte caráter de pesquisa, o resgate histórico, o conteúdo didático e o amplo exercício pelo diálogo da diplomacia.

“Brasil e França, uma Relação de 500 Anos” é a exposição em cartaz que retrata cinco séculos de conexões entre os dois países, um no Continente Europeu, outro na América do Sul, em diversas atividades, do conhecimento à imaginação, das invenções ao empreendedorismo.

Artes em geral, ciências e tecnologia, educação, saúde pública, comércio, indústria, pesquisa, proteção ambiental, cultura, navegações, automobilismo, turismo, história, arquitetura, economia, moda são alguns campos nos quais se desenvolveu uma admirável parceria franco-brasileira, desde os primeiros navegadores do Século XVI até os empreendedores da era contemporânea.

Numa série de 48 painéis plastificados, o Consulado Honorário de Santa Catarina e a Aliança Francesa de Florianópolis (que celebra neste ano seu 65º aniversário) - promotores desta exposição - reuniram fotos e textos cedidos pela Editora Conteúdo, de São Paulo, e compilados num livro produzido em 2009 a pedido da Câmara de Comércio Franco-Brasileira por ocasião do Ano da França no Brasil.

Muitas curiosidades permeiam o conteúdo desta mostra de cunho educativo, segundo as palavras do cônsul honorário, sr. Jean-Victor Martin: “O pintor catarinense Victor Meirelles viveu muitos anos na França graças a bolsa de estudos oferecida pelo Imperador Dom Pedro II; o aviador Alberto Santos Dumont foi o primeiro a adquirir um automóvel de marca francesa para nosso país, e inúmeras ligações políticas entre a Revolução Francesa e a Inconfidência Mineira”.

Nesse contexto tomo a liberdade de destacar a referência histórica e a imagem da cidade de Joinville num dos painéis sobre o Século XIX, e, embora não conste desta exposição, incluo nos estudos e no debate o nome do joinvilense (e parisiense) Juarez Machado, residente há mais de três décadas na Cidade Luz e ilustre cidadão do quartier nas colinas de Montmartre.

Assim, após as obras terem sido expostas ao público da capital do Estado numa mostra no Palácio Cruz e Sousa/ Museu Histórico de Santa Catarina, programamos a exposição na sede do Instituto Internacional Juarez Machado a fim de agregar parceria e aproximar os laços de amizade e de resultados culturais entre França e Joinville/Santa Catarina/Brasil.

 Edson Busch Machado, diretor artístico do IIJM



Outras exposições no Instituto:



Newsletter

Cadastre-se e receba novidades.